Best of 2009

Ô ano bão! Em termos cinematográficos, pelo menos, foi inigualável. A chance de estar em um lugar onde se respira cultura – e cinema, com grande destaque – foi, obviamente, o ponto alto do meu 2009 em Londres.

No total, foram 181 filmes assitidos (entre cinema, DVD, TV e baixados), 5 a menos que no total do ano passado. Mas só para comparar: em 2008 assisti míseros 44 filmes no cinema (incluindo os 11 que vi aqui mesmo desde o fim de novembro), e neste foram nada menos que 113! Fala sério!

E vi muita coisa boa mesmo, com vários títulos “adiantados” por conta do festival de outubro. Tanto que tive que fazer não um top 10 mas um top 50! Ei-los:

50. Bright Star (Inglaterra/Austrália, 2009)

49. Séraphine (França, 2009)

48. Doubt (EUA, 2008)

47. Synecdoche, New York (EUA, 2008)

46. Romance (Brasil, 2008)

45. The Curious Case of Benjamin Button (EUA, 2008)

Impliquei um pouco no início, mas acho que com uma revisão, me parecerá melhor até que Slumdog Millionaire, não?

44. Coraline (EUA, 2009)

43. Creation (Inglaterra, 2009)

42. Gran Torino (EUA, 2008)

41. The Bad Lieutenant: Port of Call New Orleans (EUA, 2009)

Sim, um filme com Nicolas Cage está nos meus preferidos do ano! Viva Werner Herzog!

40. Home (Suiça/França/Bélgica, 2008)

39. Let the Right One In (Låt Den Rätte Komma In, Suécia, 2008)

38. Departures (Okuribito, Japão, 2008)

37. Taking Woodstock (EUA, 2009)

36. Star Trek (EUA, 2009)

35. Public Enemies (EUA, 2009)

34. The Class (Entre Les Murs, França, 2008)

33. The Informant! (EUA, 2009)

A pança e o bigodinho de Matt Damon estão entre as coisas mais divertidas do ano

32. A Serious Man (EUA, 2009)

31. Rachel Getting Married (EUA, 2008)

30. State of Play (EUA/Inglaterra/França, 2009)

29. Fantastic Mr. Fox (EUA, 2009)

28. An Education (Inglaterra, 2009)

27. Away We Go (EUA/Inglaterra, 2009)

26. Lars and the Real Girl (EUA, 2007)

Ryan Gosling tava ótimo nesse filme engraçado, romântico e adorável

25. The Hurt Locker (EUA, 2008)

24. In Bruges (Inglatera/EUA, 2007)

23. The Wrestler (EUA, 2008)

22. Frost/Nixon (EUA, 2008)

21. (500) Days of Summer (EUA, 2009)

20. Julia (França/EUA, 2008)

Por que Tilda Swinton não está ganhando todos os prêmios da crítica (e não será indicada ao Oscar provavelmente) é um mistério pra mim!

19. The Hangover (EUA, 2009)

18. Up (EUA, 2009)

17. Revolutionary Road (Inglaterra/EUA, 2008)

16. Waltz with Bashir (Vals Im Bashir, ISR/ALE/FRA/EUA, 2008)

15. Milk (EUA, 2008)

14. Man on Wire (Inglaterra/EUA, 2007)

13. Distric 9 (EUA/Nova Zelândia, 2009)

12. Two Lovers (EUA, 2008)

11. Moon (Inglaterra, 2009)

10. Nine

Chicago é um filme que não me canso de ver. Adoro as músicas, acho os números de dança geniais e a história é divertida do começo ao fim. Não sei se daqui a alguns anos terei o mesmo prazer em rever Nine, mas que é preciso reconhecer suas qualidades, é. Rob Marshall é uma ignorância de coreógrafo. Sabe transformar um blablabla cantadinho numa verdadeira cena de ação. E se tiver um elenco do porte desse aqui… ah, meu filho, quem consegue resistir? Dentre tantas, Marion Cotillard me ganhou. Linda, sofredora, sensual, um show.

9. Avatar

Resposta pra pergunta “vale toda a fortuna que custou para ser feito?”: por que não? Se tem alguém que vale um depósito de meio bilhãozinho na mão pra torrar, é James Cameron. Ainda mais se elevar o nível tecnológico de toda uma indústria. Mas, no caso de Avatar, nada valeria se não tivesse uma história que conseguisse sobressair-se aos excessos visuais todos. E tem. Com todos os manejos de ação sufocante nada sutis do diretor (a la True Lies), é diversão pura.

8. Los Abrazos Rotos (Broken Embraces)

O ano que tiver um filme de Almodóvar nos cinemas e não estiver na minha lista, algo estará seriamente errado. Não adianta, adoro todos os filmes dele. Inevitavelmente fascinantes. Mas claro que sei distinguir as obras-primas. E não é o caso aqui, ok. Mas o toque carregado da homenagem ao noir, com sua história rocambolesca, mostrou mais uma vez seu talento e criatividade. E Penélope Cruz, quem diria, caminha a passos largos para se tornar uma de minhas atrizes preferidas.

7. Un Prophète (A Prophet)

Um que desafia um pouco a paciênca, com suas mais de 2½ horas. A trama bastante política também deu uma dificultada, mas a história é bastante forte e impactante, com uma direção incrivelmente seca e bruta do veterano Jacques Audiard. Sanguinolências esporádicas misturam-se a um pano de fundo histórico-político, defendidos por um elenco (masculino) incrível.

6. Up in the Air

O mais hollywoodiano da lista, se é que podemos assim chamá-lo. Sim, tem um galãzão como protagonista e toques de comédia romântica. Mas é bem mais do que isso. Uma clara evolução do cara que fez Juno, tanto na direção quanto no roteiro (bem menos Diablo Cody!). Um filme humano no melhor sentido da palavra. Simples, inteligente e que toca de verdade. E com um elenco afinadíssimo! Que venha(m) o(s) Oscar(s)!

5. Das Weisse Band (The White Ribbon)

Precisei de uma revisão para achar todas as qualidades do último Haneke. Aliás, o próprio estava lá, depois das duas sessões a que assisti, para “explicar” (se é que é possível). O cara é mestre e ponto final. Demora duas horas e meia discorrendo sobre as origens da maldade humana, mas fugindo totalmente do beabá do roteiro de suspense padrão. O frame final até agora não me sai da cabeça.

4. Mother (Madeo)

Tava curioso, mas não tããão empolgado pelo novo do diretor de O Hospedeiro (que achei legal, mas nenhum assombro, como muitos). Mas saí chapado. Não sei dizer se é uma comédia, dramalhão, policial ou suspense. Tem de tudo na medida certa. E só é tão bom graças à sua atriz principal, a veterna atriz de novelas corenanas Kim Hye-Ja. Espantosa.

3. A Single Man

Filme de uma sensibilidade, de uma sutileza, de uma elegância absolutamente admiráveis. Tom Ford surpreendeu pela segurança e ousadia estética em sua estreia na direção. A história pode ser sim meio batida, mas é contada de forma tão bonita, simples e quase poética. E Colin Firth só não vai levar o Oscar, pois um tal Jeff Bridges resolveu cantar e tocar violão no seu caminho.

2. Precious: Based on the Novel ´Push´ by Sapphire

Todo filme apadrinhado pela Oprah já dá uma certa pulga na orelha. Mas com esse tive que me render. Começa igual a vários, mas vai crescendo e emocionando como poucos. Tudo culpa dessa tal Mo´Nique, uma comediante americana pouco conhecida, que vai sim levar o Oscar, talvez um dos mais merecidos de todos os tempos. Não lembro de ter saído do cinema com os olhos tão encharcados e com uma pressão no peito tão forte, tamanho o impacto das últimas cenas dela.

1. Inglourious Basterds

Difícil saber aonde esse cara vai parar. Como pode se superar sempre? Quem imaginaria que poderia vir com algo no mesmo nível de Kill Bill? Um filme perfeito do começo ao fim. Engraçado, tenso, violento, sarcástico e que se atira num nível de loucura, criatividade e coragem num final absolutamente apoteótico, raramente (ou nunca mesmo) visto. Brabo é ter que esperar vários anos pelo próximo Tarantino.

=================================================================================================

MELHOR DIRETOR

QUENTIN TARANTINO, Inglourious Basterds

Indicados:

Michael Haneke, The White Ribbon

Jacques Audiard, Un Prophète

James Cameron, Avatar

Kathryn Bigelow, The Hurt Locker

Tom Ford, A Single Man

Outros: Pedro Almodóvar (Los Abrazos Rotos), Neil Blookamp (District 9)

MELHOR ATOR

SEAN PENN, Milk

Indicados:

Colin Firth, A Single Man & And When Did You Last See Your Father & A Christmas Carol

George Clooney, Up in the Air & The Fantastic Mr. Fox & The Men Who Stare at Goats

Matt Damon, The Informant!

Mickey Rourke, The Wrestler

Nicolas Cage, Bad Lieutenant – Port of Call: New Orleans

Outros: Daniel Day-Lewis (Nine); Sam Rockwell (Moon), Sharlto Copley (District 9), Ryan Gosling (Lars and the Real Girl), Michael Stuhlbarg (A Serious Man), Leonardo Di Caprio (Revolutionary Road), Clint Eastwood (Gran Torino), Joaquin Phoenix (Two Lovers), John Malkovich (Disgrace), Michael Sheen & Frank Langella (Frost/Nixon), Vincent Cassel (À Deriva & Mersine 1 & 2), Viggo Mortensen (The Road), Richard Jenkins (The Visitor), Tahar Rahim (Un Prophète)

MELHOR ATRIZ

KATE WINSLET, Revolutionary Road & The Reader

Indicadas:

Kim Hye-Ja, Mother

Melissa Leo, Frozen River

Meryl Streep, Doubt & Julie & Julia & Evening

Tilda Swinton, Julia & The Curious Case of Benjamin Button

Yolande Moreau, Séraphine

Outras: Gabbourey Sidibe (Precious), Anne Hathaway (Rachel Getting Married & Passengers & Bride Wars), Mélanie Laurent (Inglourious Basterds), Penélope Cruz (Los Abrazos Rotos & Nine), Lília Cabral (Divã), Carey Mulligan (An Education), Andréa Beltrão (Verônica & Romance)

MELHOR ATOR COADJUVANTE

CHRISTOPH WALTZ, Inglourious Basterds

Indicados:

Burghart Klaußner, The White Ribbon

Christian McKay, Me and Orson Welles

Juca de Oliveira, O Signo da Cidade

Niels Arestrup, Un Prophète

Robert Duvall, The Road

Outros: Michael Shannon (Revolutionary Road), Alfred Molina (An Education)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

MO´NIQUE, Precious

Indicadas:

Anna Kendrick, Up in the Air

Darlene Glória, Feliz Natal

Julianne Moore, A Single Man & Chloe & The Private Lives of Pippa Lee

Marion Cotillard, Nine & Public Enemies

Susanne Lothar, The White Ribbon

Outras: Allison Janney (Away We Go & Life During Wartime), Graziella Moretto (Feliz Natal & O Signo da Cidade), Imelda Staunton (Taking Woodstock), Viola Davis (Doubt & State of Play), Marisa Tomei (The Wrestler), Vera Farmiga (Up in the Air), Anne-Marie Duff (Nowhere Boy)

MELHOR ROTEIRO

INGLOURIOUS BASTERDS, Quentin Tarantino

Indicados:

Los Abrazos Rotos

(500) Days of Summer

A Serious Man

Up in the Air

The White Ribbon

Outros: Mother, Away We Go, Where the Wild Things Are, The Informant!, Rachel Getting Married, Moon


MELHOR VISUAL

AVATAR

Indicados:

Antichrist

District 9

The Imaginarium of Dr. Parnassus

Let the Right One In

A Single Man

Outros: The Curious Case of Benjamin Button, Moon, Where the Wild Things Are, Public Enemies, The Road


MAIOR SURPRESA

STAR TREK

Indicados:

District 9

Moon

State of Play

Two Lovers


MAIOR DECEPÇÃO

THE BOAT THAT ROCKED

Indicados:

Jean Charles

Lakeview Terrace

The Road

The Soloist

next: best of the decade!

Advertisements

2 Comments

Filed under Listinhas

2 responses to “Best of 2009

  1. Rodrigo Prado

    Bah, o “500 Dias com Ela” é tão legalzinho e tu deixou numa posição ruim! =/

    Like

  2. halalson

    gostei do Mother lá em cima! mas e o Spike Jonze, não?

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s