LFF 2011 – Dia 2

Segundo dia foi de pouco glamour. Cheguei tarde pro tapete vermelho de Like Crazy (que vou ver só na sessão de sábado) e a do filme brasileiro Trabalhar Cansa praticamente nem teve, claro. Depois de ver este nem cheguei a sair pra rua, apenas troquei de sala para 50/50. Essa é a realidade de um London Film Festival movimentado como este.

A atriz Gilda Nomacce e o co-diretor Marco Dutra apresentaram o filme

Ser selecionado pra Cannes não é pouca coisa, né? E como estou sempre à cata de bons filmes brasileiros pra ver por aqui, estava ansiosíssimo pelo tal Hard Labour, de Marco Dutra e Juliana Rojas. O que andei lendo a respeito se confirmou: é um filme, no mínimo, curioso. Um drama doméstico, quase social, que vai ganhando ares de mistério, sem muitas explicações ou teorias. Abusado, eu diria. Gostei. O co-diretor Marco Dutra e uma das atrizes Gilda Nomacce estavam lá pra apresentar o filme e depois pra Q&A. Mas pena que tive que sair correndo pra não perder o início do outro filme e não pude ouvir todas as perguntas. Mas valeu o registro e, mais uma vez, deu um orgulho danado de ver um brazuca lá bem representado. ✰✰✰½

Anna Kendrick e Will Reiser falaram de 50/50

50/50 é legal. Super bem humorado, dei boas risadas e Joseph Gordon-Levitt anda valendo qualquer ingresso ultimamente. Não achei genial, não. Cá pra nós, não é a primeira nem a última vez que vamos ver um filme (geralmente indie americano) falando de tema (muito) sério em tom de piada, certo? Mas esse aqui é bem-feitinho, admito. E o tópico câncer me tocou em muitas partes, e quase rolou uma lágrima aqui e ali. Ah e agora é oficial: enjoei do Seth Rogen. Acho ele repetitivo, sempre a mesma coisa. Antes achava o tipo dele porra-louca, hoje tá mais pra bully, aquele que fala sempre mais alto, faz piada e mete a mão com todo mundo. Mas confesso que fiquei desapontado em não vê-lo na introdução do filme, pois sabia que ele estava por Londres. Mas rever a gracinha da Anna Kendrick (depois da première de Up in the Air, no festival de 2009) foi legal, e ouvir a breve explicação do roteirista Will Reiser – sobre como foi contar a própria vida no cinema, incluindo a verdadeira amizade dele com Rogen – foi bem interessante. ✰✰✰½

Advertisements

Leave a comment

Filed under Festivais

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s