LFF 2011 – Dia 10

Miranda July quer ser funkeira?

Lembro de ter saído encantado depois de ver Eu, Você e Todos Nós (2006). A esquisitice cativante de Miranda July me pareceu das mais promissoras. Dito e feito. The Future, seu novo filme, é outra maravilha. Bastante engraçado sim, mas bem triste também. Uma melancolia suave, contemplativa, que parece a marca registrada dela. Coisas como parar o tempo, objetos inanimados rastejantes e um gato falante soam tão adoravelmente aceitáveis que não tem como não se apaixonar (depois teve encontro com a própria, conto amanhã). ✰✰✰✰

Alexander Payne Masterclass (foto: BFI)

Ruth em Questão, Eleição, As Confissões de Schimidt, Sideways e, agora, Os Descendentes. Alexander Payne tem uma carreira enxuta mas brilhante, como roteirista e diretor. E rever cenas dos filmes anteriores na Masterclass dada por ele no BFI foi muito legal. Mas apesar de largar algumas falas engraçadas e contar uma ou outra história curiosa, ele me passou um ar meio arrogante, de quem se acha mais do que deveria. Repetiu várias vezes algo como “o meu estilo”, “assim são meus filmes”, o que não ajudou na digestão. Mas continuo fã e já espero o próximo (que deve ser de época – o primeiro).

Ulalá: os irmãos Dardenne! Quanta honra...

Tive que sair antes final da entrevista e correr do BFI para a Leicester Square para a próxima sessão e, principalmente, para pegar um pouquinho do red carpet de Martha Marcy May Marlene – e não deu outra: vi e consegui belas imagens de Elizabeth Olsen e John Hawkes (conto mais no Dia 13, quando enfim assistir ao filme). A gala da noite foi The Kid With a Bike (ou O Garoto de Bicicleta). Vi apenas dois filmes dos irmãos belgas Jean-Pierre e Luc Dardenne (O Filho e A Criança), e gostei bastante. O estilo “nada acontece” me atrai, mas aqui eles mudam um pouco o tom, dando uma “acelerada”, colocando música e clareando a fotografia. Mas a simplicidade das situações e dos diálogos continuam absolutamente fascinates (e o guri principal dá um show). E foi uma honra conhecer os queridinhos-mor de Cannes – faz 5 (!) festivais consecutivos que eles são premiados, incluindo 2 Palmas de Ouro! – que praticamente deram uma masterclass na hora da Q&A, contando (em francês, com ajuda da tradutora) sobre como desenvolvem o roteiro, trabalham com os atores e tudo mais. Sensacional. ✰✰✰✰ (com vontade dar mais²)

Advertisements

1 Comment

Filed under Famosos, Festivais, Filmes vistos

One response to “LFF 2011 – Dia 10

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s