Lá vem ele de novo… London Film Festival 2012 chegando

E não é que ele tá chegando de novo? O ápice do já movimentado calendário cinematográfico de Londres é em menos de um mês (mais precisamente no dia do meu aniversário) e o 56° BFI London Film Festival já começou bem.

Este ano, a caça aos tickets foi bem mais tranquila, com a abolição dos formulários de papel e os “ballots” (sorteio) para os filmes de abertura e encerramento. Bastou levantar cedo e ir pra porta do BFI antes de abrir (pra evitar de ficar louco em frente ao computador vendo o site trancar/cair com tanta gente acessando ao mesmo tempo) e pronto – menos de uma hora depois estava com meus 35 tickets na mão. Só não consegui ingresso pro Surprise Film, mas isso é só uma questão de tempo – até hoje, quatro anos depois, nunca fiquei sem ver um filme que queria.

Montar a grade é tarefa de louco. Tanta coisa pra ver, pouco tempo pra encaixar tudo. Esse ano, acabei abrindo mão de várias premieres (as de gala, à noite) para poder encaixar mais filmes nos mesmos horários. Também excluí alguns que sei que estrearão muito em breve no circuito comercial, para dar lugar a outros – entre eles, The Sapphires (Wayne Blair), Sightseers (Ben Wheatley), Great Expectations (Mike Newell), Ginger and Rosa (Sally Potter), Keep the Lights On (Ira Sachs), End of Watch (David Ayer), Room 237 (Rodney Ascher) e até Beasts of the Southern Wild (Benh Zeitlin).

E mesmo incluindo 34 filmes na lista, faltou espaço para muita coisa boa – sim, doeu ter que deixar de fora os novos de Michel Gondry (The We and the I), Abbas Kiarostami (Like Someone in Love), Sergei Loznitsa (In the Fog), Carlos Reygadas (Post Tenebras Lux) e Hong Sangsoo (Another Country); e coisas que tava curioso pra ver como Antiviral (do Brandon Cronenberg, filho do David), Linhas de Wellington (Valeria Sarmiento) e até um relançamento de O Que Terá Acontecido a Baby Jane?, um dos meus Top 10 of all time.

Ah! E um dos hot tickets do festival é o Screen Talk com ninguém menos que Marion Cotillard, hoje uma das minhas preferidas. Vai ser no dia seguinte da premiere de De Rouille et D´ois (Rust and Bone). Ansioso é pouco.

Eis então minha lista de filmes para o London Film Festival 2012:

Amour (Michael Haneke) | Argo (Ben Affleck) | Bella Addormentata/Dormant Beauty (Marco Bellocchio) | Beyond the Hills/Dupã Dealuri (Cristian Mungiu) | Captive (Brillante Mendoza) | Cesare Deve Morire/Caesar Must Die (Paolo & Vittorio Taviani) | Celeste and Jesse Forever (Lee Toland Krieger) | Crossfire Hurricane (Brett Morgen) | Dans La Maison/In the House (François Ozon) | De Rouille et D´ois/Rust and Bone (Jacques Audiard) | Después de Lucia/After Lucia (Michel Franco) | Elefante Blanco/White Elephant (Pablo Trapero) | È Stato il Figlio/It Was the Son (Daniele Cipri) | Fegten/The Hunt (Thomas Vinterberg) | Fill the Void/Lemale et Ha´chalal (Rama Burshtein) | Frankenweenie (Tim Burton) | O Grande Kilapy/The Great Kilapy (Zezé Gamboa) | Hyde Park on Hudson (Roger Michell) | Laurence Anyways (Xavier Dolan) | Lore (Cate Shortland) | Mea Maxima Culpa: Silence in the House of God (Alex Gibney) | No (Pablo Larrain) | Paradise: Love/Parades: Liebe (Ulrich Seidl) | Quartet (Dustin Hoffman) | Reality (Matteo Garrone) | Robot & Frank (Jake Schreier) | The Sessions (Ben Lewin) | Seven Psychopaths (Martin McDonagh) | Simon Killer (Antonio Campos) | L´Enfant d´en Haut/Sister (Ursula Meier) | O Som ao Redor/Neighbouring Sounds (Kléber Mendonça Filho) | Song for Marion (Paul Andrew Williams) | 3 (Pablo Stoll) | Vous N´Avez Encore Rien Yu/You Ain´t Seen Nothing Yet (Alain Resnais)

Mesmo com uma programação realmente de babar este ano – 4 filmes com minha musa Isabelle Huppert! – , faltaram várias coisas que fizeram barulho em outros festivais, incluindo o recente vencedor de Veneza, Pietá (Kim Ki-Duk). Também podia ter Stories We Tell (Sarah Polley), The Place Beyond the Pines (Derek Cianfrance), The Paperboy (Lee Daniels), Mud (Jeff Nichols), Yellow (Nick Cassavetes), Something in the Air (Olivier Assayas), Frances Ha (Noah Baumbach), The Company You Keep (Robert Redford), Smashed (James Ponsoldt), Spring Breakers (Harmony Korine), Passion (Brian De Palma), Byzantium (Neil Jordan), Red Hook Summer (Spike Lee) e, por que não, To the Wonder (Terrence Malick).

Outros que também fizeram falta na lista official, mas já vi que vão entrar em cartaz nas próximas semanas, foram Silver Linings Playbook (David O. Russell), Barbara (Christian Petzold), Elena (Andrey Zvyagintsey), Killing Them Softly (Andrew Dominik), Holy Motors (Leos Carax), Safety Not Guaranteed (Colin Trevorrow), Savages (Oliver Stone), e Twixt (do Coppola – que ao que parece vai direto pra DVD!). Sem falar, claro, “o” filme de 2012: The Master, de Paul Thomas Anderson, está programado para abrir em 2 de novembro por aqui.

E glamour e tietagem certamente não vão faltar este ano também. Entre os nomes que devem aparecer por aqui, além da grande maioria dos diretores (Haneke! Audiard! Mungiu! Ozon! Tavianis!), já confirmaram nomes como Catherine O´Hara, Winona Ryder, Martin Landau, Martin ShortTim Burton (todos pra abertura de Frankenweenie), mais Dustin Hoffman, Elle Fanning, Billy Connolly, Charlotte Rampling, Chris O´Dowd, Gabriel Byrne, Helena Bonham-Carter, Michael Palin, Pauline Collins, além dos quatro Rolling Stones pra premiere de Crossfire Hurricane. Quero ver ter espaço na Leicester Square pra receber tanta gente.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Festivais

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s