Maioria dos indicados deste ano pode voltar no Oscar 2016

Se em 2015, vimos um monte de caras “novas” no Oscar – 8 dos 20 atores foram indicados pela primeira vez – no ano que vem, há boas chances de grande parte deles voltar a ocupar uma cadeirinha no Kodak Theater. Pelo menos 70% deles têm projetos anunciados para este ano com razoável potencial para serem levados de volta à corrida pela tal da estatueta dourada.

Quatorze dos 20 indicados nas categorias de interpretação – incluindo os dois protagonistas vencedores (Julianne Moore e Eddie Redmayne) têm boas perspectivas para um bis no Oscar 2016 (tal qual fizeram Bradley Cooper e Meryl Streep este ano, diga-se).

Fato, aliás, mais do que comum na história do premiação. Nas últimas duas décadas, pelo menos 20 atores tiveram indicações consecutivas:

Bradley Cooper (2013-2014-2015) | Meryl Streep (2014-2015, 2009-2010, 1999-2000, 1988-1989, 1982-1983-1984, 1979-1980) | Jennifer Lawrence* (2013-2014) | Amy Adams (2013-2014) | Jessica Chastain (2012-2013) | Michelle Williams (2011-2012) | Colin Firth* (2010-2011) | Jeff Bridges* (2010-2011) | Jeremy Renner (2010-2011) | Penélope Cruz* (2009-2010) | Philip Seymour Hoffman* (2008-2009) | Cate Blanchett (2007-2008) | Judi Dench* (2006-2007, 2001-2002, 1998-1999) | Johnny Depp (2004-2005) | | Renée Zellweger* | (2002-2003-2004) | Nicole Kidman* (2002-2003) | Russell Crowe* (2000-2001-2002) | Robert Duvall (1998-1999, 1980-1981) | Joan Allen (1996-1997) | Tom Hanks* (1994-1995) (*venceram)

A seguir, um pouco sobre os novos filmes dos indicados deste ano e suas chances de concorrem novamente. Em tempo: claro que tudo depende se os filmes vão prestar ou não, da concorrência, e de como serão lançados e promovidos durante o ano – alguns podem até ser adiados para 2016.

 

Eddie Rdmayne The Danish Girl OScar 2016Eddie Redmayne (The Danish Girl)

Pelo menos no papel, o segundo Oscar parece garantido: ele será o dinamarquês Einar Wegener, a primeira pessoa a submeter-se a uma cirurgia de mudança de sexo, no início do século 20. O papel já foi um dia de Nicole Kidman (!), e agora o elenco tem os onipresentes Alicia Vikander e Matthias Schoenaerts, todos dirigidos por (socorro!) Tom “O Discuro do Rei” Hooper.

Meu apostômetro hoje: 75% de chance.

 

Julianne Moore e Steve Carell (Freeheld)

Julianne Moore & Ellen Page Freeheld Oscar 2016A outra oscarizada do ano com chance de voltar já no ano seguinte, será uma policial lésbica com uma doença terminal, que luta na justiça para deixar uma pensão para sua jovem namorada (Ellen Page). Carell interpreta o advogado idealista do casal.

Tudo muito deveras promissor, mas só lembrando que no último filme que Juju fez par com outra moça, foi só Annette Bening que levou indicação, ainda que ela estivesse tão bem quanto em Minhas Mães e Meu Pai (The Kids Are Alright) né?

Meu apostômetro hoje: 60% de chance (Julianne), 3% (Carell)

 

 

Meryl Streep (Ricki and the Flash e Suffragette)

Meryl Streep Ricki and the Flash Suffragette Oscar 2016Alguém duvida que a 20a (!) indicação vem logo logo? E quem sabe já junto com a 21a? Em se tratando de Ms. Streep, nada a duvidar-se. Em Ricki and the Flash, ela será uma cantora/guitarrista que depois de abandonar a família para tentar a carreira musical, volta para casal para tentar consertar os laços afetivos. A direção é de Jonathan Demme, que tem bom flerte com o Oscar, vide O Silêncio dos Inocentes, Filadélfia, O Casamento de Rachel... Já como coadjuvante, Merylzinha integra um grande cast britânico (Carey Mulligan, Helena Bonham-Carter etc.) na história real da luta das mulheres do início do movimento feminista para conseguir o direito de votar nas eleições.

Meu apostômetro hoje: 80% de chance (atriz), 50% (coadjuvante)

Marion Cotillard (Macbeth)

Marion Cotillard Michael Fassbender Macbeth Oscar 2016Lembro perfeitamente quando assisti a uma entrevista de Marion no BFI há alguns anos, de ela falando que ainda não tinha completo domínio da língua inglesa quando fazia filmes fora da França. Imagina então o que foi o desafio dela de encarnar a mítica Lady Macbeth de Shakespeare, encarando nada menos que Michael Fassbender no papel principal. Já estamos a babar…

Meu apostômetro hoje: 60% de chance

 

 

Michaek Keaton Mark Ruffalo Spotlight Oscar 2016Michael Keaton e Mark Ruffalo (Spotlight)

Será que o Oscar escapou com Birdman para vir no ano seguinte, Mr. Keaton? Spotlight contará a história real sobre um grupo de jornalistas em Boston que tenta provar diversos casos de abuso de crianças causados por padres católicos. Keaton é o editor do jornal e Ruffalo um dos repórteres. O diretor é bom: Thomas McCarthy, de O Agente da Estação, Win Win e O Visitante. Resta saber se os papéis terão destaque suficiente na história.

Meu apostômetro hoje: 20% de chance (ambos).

 

Bradley Cooper e Emma Stone (Aloha)

Bradley Cooper Emma Stone_Aloha OScar 2016Um dia já estive na primeira fila aguardando ansiosamente pelo novo filme de Cameron Crowe. Mas digamos que depois de Compramos um Zoológico, os níveis de expectativa decaíram um tanto. O trailer (aqui) desse Aloha também não é dois mais empolgantes: Cooper é um ex-militar condecorado às voltas com um antigo e um possível novo amor (Stone). Mas a pergunta é: terá Bradley Cooper cacife suficiente para se equiparar apenas a Marlon Brando (1951-54) e Al Pacino (1972-75) na história e receber 4 indicações consecutivas? Sei não… Curiosidade: Brando ganhou na quarta, e Pacino perdeu todas (foi ganhar só na sétima, 20 anos depois).

Meu apostômetro hoje: sem chances.

 

Keira Knightley (Everest)

Keira Knightley Jake Gyllenhaal_Everest Oscar 2016Na história real sobre um grupo de alpinistas que enfrenta um desastre durante uma expedição pelo Monte Everest, Keira será a esposa grávida de um dos líderes do grupo (Jason Clarke). Parece mais um show dos rapazes, mas já funcionou antes com esposas que sofrem em casa de preocupação (Kathleen Quinlan, em Apollo 13).

Meu apostômetro hoje: sem chances.

 

Benedict Cumberbatch (The Yellow Birds ou Black Mass)

Benedict Cumberbatch_Black Mass Oscar 2016Outro que vai estar em todos os filmes, seriados, peças de teatro, óperas e afins em 2015, Benedict deve ter mais destaque, imagino, com Yellow Birds, como o atormentado sargento que tem de guiar dois jovens soldados (Tye Sheridan e Will Poulter) durante a guerra no Iraque. Antes, porém, ele será parte do estelar elenco de Black Mass (Johnny Depp, Joel Edgerton e cia.), sobre a história real da inusitada aliança de um agente do FBI e um mafioso irlandês nos anos 70, para eliminar a máfia italiana.

Meu apostômetro hoje: Yellow Birds deve ficar pra 2016, e sem chances pra Black Mass.

 

Ethan Hawke_Born to Be Blue Oscar 2016Ethan Hawke (Born to be Blue)

Daqueles projetados cavados, desenhados e idealizados por seu ator principal: Hawke encarnará o lendário trompetista americano Chet Baker, com sua tumultuada vida e carreira. Parece super indie, mas, quem sabe, com uma campanha decente por trás, pode ganhar alguns flashes.

Meu apostômetro hoje: 10% de chance.

 

Felicity Jones_True Story OScar 2016Felicity Jones (True Story)

Passou por Sundance, com recepção meio dividida (trailer aqui). Mas li no HitFix que Felicity é a melhor coisa do filme, como a mulher do jornalista (Jonah Hill) que se vê envolvido no estranho caso de um assassino (James Franco, sempre ele) obcecado por ele e sua família.

Meu apostômetro hoje: sem chances.

 

Robert Duvall (Wild Horses)

Robert Duvall_Wild Horse Oscar 2016Funcionou com O Apóstolo em 1997, mas não com Assassination Tango em 2002 (alguém sequer viu esse?), e agora Mr. Duvall, 84 anos, vem com novo filme em que comanda e atua. Wild Horses (foto) mostrará uma detetive que reabre um caso antigo de suposto assassinato e se envolve com rancheiros perigosos no Texas. O elenco inclui James Franco que, por sinal, acaba de dirigir Duvall em In Dubious Battle, ao lado de um elenco estrelado que inclui Bryan Cranston, Ed Harris e Selena Gomez, baseado no romance “Luta Incerta”, de John Steinbeck, sobre a luta entre a capital e o proletariado na década de 1930. Melhor coadjuvante, de repente?

Meu apostômetro hoje: sem chances para ambos.

 

E os outros 6, que vai ser deles?

Patricia Arquette: nada em vista. Mas volta à TV em março nos EUA com mais uma variante de CSI, agora CSI: Cyber.

Laura Dern: nada de muito atraente – Bravetown e Mother’s Day, dois dramas indies com bons elencos.

J.K. Simmons: o eterno coadjuvante dos filmes de Hollywood aparecerá em The Accountant, thriller com Ben Affleck e Anna Kendrick.

Edward Norton: mais provável que vá parar no Emmy, como produtor da minissérie histórica Lewis and Clark (com Casey Affleck e Mathhias Schoenaerts).

Reese Witherspoon: fará dupla com Sofia Vergara na comédia Hot Pursuit – quem sabe uma indicação de comédia no Golden Globe se o filme prestar?

Rosamund Pike: apenas o thriller Return to Sender previsto para estrear. Mas para 2017 terá The Mountain Between Us, este com aparente credencial para prêmios.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Oscar & afins

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s